Pesquisar este blog

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Vampiros, a origem dos mitos...



Os vampiros, misteriosos e sedutores andarilhos da noite, eles são bastante conhecidos pela sua fama em livros e filmes, mas haveria uma explicação sobre sua origem? Muitos ocultistas já tentaram esclarecer o tema.

Existem trés teorias bastante convincentes sobre o surgimento destes seres, a primeira delas é que um espirito maligno se apossa do corpo recentemente morto e com sua mana sua energia controla o cadáver sem porem poder traze-lo de volta a vida. A segunda diz que ele era simplesmente um morto-vivo que repousava durante o dia e saia para caçar durante a noite. Porem é a terceira teoria que mais me parece convincente, esta diz que um vampiro é na verdade uma pessoa que morria, mas a alma do morto se prendia ao corpo com tanta força e desespero que conseguia se manter neste mundo. Este ser porem não estava vivo, e para se manter neste mundo precisava drenar a energia vital de outros seres por isso o sangue era necessário.

Quanto as fraquezas dos vampiros estas também tem origens facilmente explicáveis  A igreja católica condenava os vampiros como seres de demônio  tanto que acreditavam que um bruxo quando morto tinha grandes chances de se tornar um vampiro. Por isso então acreditavam que símbolos sagrados tal como a cruz e aguá benta eram armas poderosas contra eles. As estacas no coração também tem um sentido muito forte, é o coração um simbolo forte de poder vital, a estaca diz as lendas poderia ser de prata ou de madeira, ora a prata é por excelência um simbolo de pureza, e a madeira dependendo de que arvore venha também pode ser considerada como sagrada, os carvalhos e os freixos eram considerados por muitas culturas arvores sagradas, sendo assim uma estaca feita a partir da madeira de uma destas arvores teria esta característica.

Outro lenda muito conhecida sobre os vampiros é que eles não se refletem em espelhos. A imagem de que o espelho capta e aprisiona a alma (ou parte dela) é muito comum, sendo os vampiros seres mortos e diabolicos acreditavam que eles não tinham alma e por isso não podiam produzir reflexo, ou talvez por suas almas estarem presas de maneiras não naturais ao cadáver esta estivesse muito fixada a ele e não pudesse ser arrancada nem mesmo que parcialmente e retida em espelhos.

Reais ou não, por muito tempo no imaginário popular se acreditou que estas criaturas realmente existiam, a prova disso é que em 1853 foi feita uma lei proibindo que se cravassem estacas em cadáveres  um habito existente em algumas regiões do globo feito por pessoas que temiam o surgimento de vampiros.

Fontes
Enciclopédia da bruxaria - Doreen Valiente
Wicca crenças & praticas - Gary Cantrell

Nenhum comentário:

Postar um comentário